Net24

     

    Notícias Financeiras

    O que procura?

    Você está em:

    Pesquisa Notícias Financeiras

    /SitePublico/pt_PT/AjaxPages/AjaxIndiceEmpresa.page?
    Data de

    Insira a data no formato aaaa/mm/dd

    a

    Insira a data no formato aaaa/mm/dd

    Data

    Notícia

    2017-02-20

    2017-02-20

    Fecho de mercados | 20 de fevereiro de 2017

    O Lone Star foi escolhido pelo supervisor para iniciar negociações exclusivas para a compra do Novo Banco, anunciou o supervisor em comunicado. ?O Banco de Portugal decidiu selecionar o potencial investidor Lone Star para uma fase definitiva de negociações, em condições de exclusividade, com vista à finalização dos termos em que poderá realizar-se a venda da participação do Fundo de Resolução no Novo Banco?, referiu a instituição liderada por Carlos Costa. (J. Económico);

    Um relatório divulgado hoje pelo Instituto de Pesquisa da Paz Internacional de Estocolmo revela que entre 2011 e 2016, a venda de armas em todo o mundo atingiu os valores mais altos desde a Guerra Fria, graças ao papel fundamental dos Estados Unidos da América. Nos dados revelados pela CNN percebe-se que a economia norte-americana foi responsável pelo fornecimento de um terço de todas as armas vendidas no mundo, exportando-as para cerca de 100 países em todo o mundo (Notícias ao minuto);

    O Royal Bank of Scotland disparou na bolsa de Londres, (chegou a atingir 260,9 pence, mais de 7%) depois de ter anunciado que já não vai vender a sua unidade de serviços bancários Williams & Glyn. O banco, detido em 73% pelo Estado britânico, tem tido dificuldades em vender o Williams & Glyn, tal como acordado com Bruxelas, depois de a instituição ter recebido 45,5 mil milhões de libras de auxílio estatal durante a crise financeira. Segundo a Bloomberg, que cita o Royal Bank of Scotland, a Comissão Europeia está agora disposta a permitir que a instituição mantenha esta unidade, em troca da realização de uma provisão de 750 milhões de libras para aumentar a concorrência na banca de empresas. Os investidores estão, assim, mais otimistas de que o Royal Bank of Scotland está mais perto de resolver alguns dos maiores problemas que têm pesado sobre as ações, mesmo que isso signifique perdas de curto prazo (Negócios);

    Em Portugal, os australianos da Dakota Minerals, a empresa que está a desenvolver a prospeção de lítio para baterias em Trás-os-Montes, confirmaram a existência naquele local de uma das maiores reservas daquele mineral da Europa, que deverão garantir mais de dez anos de vida útil à exploração. "Cepeda representa agora o maior recurso de lítio num depósito de lítio-césio-tântalo em pegmatite na Europa," argumenta o comunicado emitido pela empresa esta segunda-feira, 20 de Fevereiro. (Negócios);

    A semana passada foi marcada por mais um reembolso antecipado do dinheiro devido o FMI, emprestado a Portugal durante o programa de assistência externa. António Costa tinha anunciado no passado sábado que este mesmo pagamento tinha sido feito e tinha reduzido a dívida portuguesa em um ponto percentual, mas ainda faltava confirmação oficial do Ministério das Finanças. Com esta operação, Portugal concluiu o reembolso antecipado de metade do empréstimo ao FMI, aproveitando assim a autorização concedida pelas instituições da EU, em Fevereiro de 2015.

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    2017-02-20

    2017-02-20

    Abertura de mercados | 20 de fevereiro de 2017

    Os ministros das Finanças da zona euro reúnem-se hoje em Bruxelas sem perspetivas de um acordo com vista ao encerramento da segunda revisão do programa de assistência à Grécia, que Atenas desejava concluir imediatamente, para receber novo desembolso (Dinheiro Vivo);

    Os Estados Unidos garantem à Turquia que querem "novo começo" nas relações bilaterais. A Turquia está a tentar restabelecer as melhores relações com a administração de Donald Trump, depois de uma acentuada degradação das mesmas durante os mandatos de Barack Obama (Jornal de Negócios);

    Em Itália, Matteo Renzi demite-se da liderança do Partido Democrático. Desde a sua demissão do Governo, as clivagens no partido têm-se acentuado. O antigo primeiro-ministro convocou um congresso do partido, com o qual aposta em reforçar a sua legitimidade política (Jornal de Negócios);

    O Índice de Confiança dos Consumidores Portugueses da consultora Nielsen subiu oito pontos, para 74 pontos, no último trimestre de 2016 face ao período homólogo, "o valor mais alto de sempre" em Portugal (Lusa).

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    2017-02-17

    2017-02-17

    Fecho de mercados | 17 de fevereiro de 2017

    O antigo primeiro-ministro britânico Tony Blair insinuou-se contra o chamado "hard Brexit" num discurso duro em que apelou aos eleitores, empresas e ativistas que se "ergam" e apoiem um esforço coordenado para suavizar os termos da saída do Reino Unido da União Europeia ou mesmo travá-la. "O povo votou sem ter conhecimento dos termos do Brexit. À medida que esses termos se tornam claros, é seu direito mudar de ideias. A nossa missão é persuadi-los a fazerem-no", afirmou o antigo chefe do Executivo, na sua primeira grande intervenção política desde que os eleitores britânicos votaram a favor da saída do país do bloco regional. Reagindo ao discurso, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, que fez campanha pelo Brexit, acrescentou: "Eu apelo ao povo britânico que se levante e desligue a televisão na próxima vez que Blair aparecer";

    A norte-americana Kraft Heinz, que tem Warren Buffett como um dos principais acionistas, reagiu hoje a rumores que estaria interessada na Unilever, parceira da Jerónimo Martins em Portugal há várias décadas. E que a europeia rejeitou. A concretizar-se, seria a maior aquisição de sempre no sector alimentar. Em comunicado ao mercado, citado pelo Financial Times, a Kraft Heinz garante que realizou uma "oferta global" pela Unilever, com vista a "unir os dois grupos para criar uma companhia líder em produtos de grande consumo, com uma missão de crescimento a longo prazo e estilo de vida sustentável". Reagindo ao comunicado a empresa anglo-holandesa respondeu: "A Unilever rejeita a proposta já que não vê nenhum mérito, quer financeiro, quer estratégico, para os acionistas da Unilever". Resta referir que ambas as empresas viram crescer a sua cotação em bolsa;

    As ações da Novabase disparam na bolsa nacional, para o valor mais elevado em mais de um mês. A evolução dos títulos tem lugar depois da apresentação de resultados da cotada e da Novabase anunciar que propõe dividendo de 15 cêntimos.

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    2017-02-17

    2017-02-17

    Abertura de mercados | 17 de fevereiro de 2017

    O presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou que vai assinar no início ou, mais tardar, no meio da próxima semana, uma "nova" e "completa" ordem executiva para "proteger" os cidadãos americanos, depois de ter visto suspenso pelos tribunais o decreto que impedia temporariamente a entrada de imigrantes e refugiados no país (Jornal de Negócios);

    A confiança na banca pode estar em causa com a decisão da Relação que dita o levantamento do segredo sobre documentos da CGD, segundo acredita o Banco de Portugal. A Caixa teme divulgar informações que os concorrentes podem obter (Jornal de Negócios);

    Paulo Rodrigues da Silva vai ser o novo presidente da Bolsa de Lisboa, de acordo com informação disponível hoje na Comissão de Mercados e Valores Mobiliários (CMVM);

    O Banco Central Europeu (BCE) anunciou hoje que teve um lucro líquido de 1.193 milhões de euros em 2016, um aumento de 111 milhões de euros (correspondente a 10,2%) em relação ao ano anterior;

    A agência de notação financeira Fitch manteve a estimativa de crescimento do PIB português este ano nos 1,5%, em linha com a zona euro, considerando que a economia deverá ganhar "algum impulso no curto prazo".

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    2017-02-16

    2017-02-16

    Fecho de mercados | 16 de fevereiro de 2017

    Após a subida da inflação na Zona Euro e especialmente na Alemanha, os relatos da última reunião do Conselho de Governadores do BCE eram aguardados com alguma expectativa para perceber como os responsáveis pela política monetária estavam a interpretar essas subidas. No entanto, o consenso da reunião relativizou os dados da subida dos preços, defendendo a manutenção das políticas monetárias expansionistas para que a inflação caminhe para a meta pretendida. Em relação às políticas económicas globais, o Conselho de Governadores vê "como importante preservar o compromisso de mercados abertos e comércio livre". O conselho sublinhou ainda que os principais riscos para o crescimento global são geopolíticos, devido à incerteza sobre as políticas da nova administração norte-americana, o ritmo da saída do Reino Unido da União Europeia e o aumento das pressões protecionistas;

    Os juros da dívida pública dos países periféricos estão a registar fortes descidas, depois de ter sido revelado que o Banco Central Europeu está disposto a flexibilizar algumas regras que limitam a aplicação do programa de compra de obrigações. Uma das regras a flexibilizar poderá ser a norma da ?chave de capital?, abrindo a porta a um aumento das compras de dívida dos países ditos periféricos. O risco da dívida portuguesa está a cair para mínimos de quase um mês como consequência deste facto. Como a descida da ?yield? portuguesa é mais pronunciada do que a da alemã, também o risco de Portugal, medido pelo spread face à dívida germânica, está a contrair;

    O presidente dos Estados Unidos congratulou-se com os sucessivos recordes de máximos nos três principais índices bolsistas norte-americanos, sublinhando a "confiança" e "otimismo" dos investidores mesmo antes de a sua administração ter apresentado o prometido plano fiscal;

    Emmanuel Macron tem uma vantagem de 4,5 pontos percentuais sobre o seu rival mais próximo, François Fillon, na corrida às eleições presidenciais de França, revela uma sondagem hoje publicada pelo Le Monde. Macron, antigo ministro da Economia de Valls, reúne 23% das intenções de voto, enquanto Fillon será a escolha de 18,5% dos inquiridos na primeira volta das eleições, a 23 de Abril. De acordo com a sondagem, a grande vencedora da primeira volta será mesmo Marine Le Pen, líder da Frente Nacional, que reúne 26% das intenções de voto. No entanto, e tal como têm mostrado as várias sondagens, a líder da extrema-direita deverá sair derrotada da segunda volta, a 7 de Maio, independentemente de quem enfrente. Assim, Macron é o candidato mais bem posicionado para vencer as eleições presidenciais, depois de Fillon ter perdido apoio na sequência das suspeitas de desvio de fundos públicos;

    A Altri vai subir o preço da pasta branqueada de eucalipto a partir do próximo mês, acompanhando a decisão já anunciada pela brasileira Fibria, disse ao ?Negócios? fonte oficial da empresa portuguesa. Este será o terceiro aumento este ano, sendo que os preços subiram a 1 de Janeiro para 680 dólares e já registaram um novo aumento depois disso. A tendência positiva nos preços da matéria-prima, bem como a valorização do dólar face ao euro, têm colocado as ações da cotada em alta este ano (Negócios).

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    2017-02-16

    2017-02-16

    Abertura de mercados | 16 de fevereiro de 2017

    Secretário da Defesa norte-americano advertiu que os EUA poderão reduzir o apoio à NATO caso os países aliados não aumentem os gastos com a defesa. Em concreto, Mattis exigiu que até ao final do ano cada país aliado adote um plano com objetivos específicos e calendarizados, que mostre um ?progresso sólido? no cumprimento das metas fixadas em 2014;

    A China concedeu esta semana ao Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o uso comercial do seu próprio nome, ao permitir o registo da sua marca por um período de dez anos para serviços no setor da construção (Lusa);

    O principal candidato à compra do Novo Banco duvida que Angola pague os empréstimos acordados na intervenção do BESA, hoje Banco Económico. Estes 600 milhões estão entre os ativos que a Lone Star considera problemáticos e cujo risco quer partilhar com o Estado (Jornal de Negócios);

    O BCP informou ontem o mercado que o Credit Suisse tem 1,3% do seu capital, abaixo da participação qualificada detida antes do aumento de capital (Lusa);

    O resultado líquido da Semapa cresceu 40,9% no ano passado face ao homólogo para 114,9 milhões de euros. As exportações representaram 77,4% do volume total de negócios;

    A Atomico, uma empresa de capital de risco, concluiu o seu quarto fundo de investimento. Tem uma dotação de mais de 700 milhões de euros e o objetivo é apostar em tecnológicas europeias. Portugal está na mira (Jornal de Negócios).

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    2017-02-15

    2017-02-15

    Fecho de mercados | 15 de fevereiro de 2017

    O Riskbank, banco central da Suécia, como previsto pelos analistas, decidiu manter a sua taxa de juro de referência em -0,50%;

    O IGCP (Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública) emitiu 250 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro a três meses e mil milhões em dívida a 11 meses, com as taxas a descerem no leilão desta quarta-feira. Na maturidade mais longa a taxa média ponderada desceu para -0,096% (mais negativa de sempre) face aos -0,047% numa venda de maturidade semelhante a 18 de janeiro, enquanto nos BT a três meses a taxa foi de -0,219%, face aos -0,012% num leilão em outubro do ano passado. A procura nos BT a 11 meses foi superior a 1,9 vezes a procura, comparada com 1,55 vezes no leilão em janeiro, enquanto na maturidade mais curta a procura disparou para 4,08 de 3,4 vezes em outubro;

    O Tribunal Supremo espanhol decidiu, pela primeira vez, obrigar um banco a devolver retroactivamente todo o dinheiro obtido devido a cobranças injustas aos clientes em contratos de crédito hipotecário antes de Maio de 2013, no âmbito das "clausulas suelo" firmadas e entretanto anuladas por serem consideradas abusivas. Os bancos espanhóis deverão ter de constituir novas provisões de 2.000 milhões de euros para fazer face a futuras reclamações neste âmbito. O BBVA, que já tinha sido obrigado a eliminar cláusulas 'suelo' em Maio de 2013, deverá pôr de lado 404 milhões de euros para devolver dinheiro a clientes, referia a Lusa em Dezembro;

    O grupo alimentar Danone apresentou hoje um plano de reestruturação para obter uma poupança de 1.000 milhões de euros em três anos, justificando a sua implementação com o atraso na recuperação do negócio na Europa. A Danone fechou 2016 com um aumento do resultado líquido em 34%, para 1.700 milhões de euros. Já as vendas caíram 2,1% em 2016, para 21.900 milhões de euros, influenciadas sobretudo pelo efeito da variação cambial, mas numa base comparável, cresceram 2,2% em 2016, contra o aumento de 4,4% de 2015.

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    2017-02-15

    2017-02-15

    Abertura de mercados | 15 de fevereiro de 2017

    Portugal vai hoje ao mercado para emitir até 1.250 milhões de euros em dois leilões de Bilhetes do Tesouro, com maturidades a três e 11 meses;

    O Governo e a ANA - Aeroportos de Portugal assinam hoje um memorando de entendimento que visa "estudar aprofundadamente" a solução de um aeroporto complementar no Montijo para aumentar a capacidade do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa;

    A Euronext fechou o ano de 2016 com lucros de 197 milhões de euros, o que representa uma subida de 14,1% face aos 172,2 milhões do ano anterior;

    A Toshiba afundou hoje nas primeiras transações na sessão da bolsa de Tóquio depois do anúncio de uma estimativa de prejuízos milionários e da demissão do presidente.

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    2017-02-14

    2017-02-14

    Fecho de mercados | 14 de fevereiro de 2017

    O PIB da zona euro (dados preliminares) aumentou 0,4% no quarto trimestre de 2016, face ao precedente, abaixo dos 0,5% estimados pelos analistas. Em termos homólogos o crescimento foi de 1,7%, também abaixo dos 1,8% aguardados pelo mercado;

    Em Portugal, os números preliminares do Produto Interno Bruto registaram, em termos homólogos, um aumento de 1,9% no 4T2016, bem acima do crescimento de 1,6% antecipado pelos analistas. Comparativamente ao trimestre anterior o PIB cresceu 0,6%, mais uma vez acima do esperado pelo mercado, que antecipava um crescimento de apenas 0,3%;

    Os dados preliminares do PIB italiano, referentes ao quarto trimestre, registaram um crescimento de 0,2% face ao trimestre anterior, abaixo dos 0,3% antecipados pelo mercado. Em termos homólogos cresceu 1,1%, uma décima acima das expetativas dos analistas, que apontavam para 1,0%;

    A presidente da Reserva Federal norte-americana disse que novos aumentos nas taxas de juros serão necessários se a economia dos EUA continuar a ir ao encontro das perspetivas do banco central sobre a inflação e o mercado de trabalho. ?Nas próximas reuniões, o comité irá avaliar se o emprego e a inflação estão a continuar a evoluir em linha com essas expetativas e se esse for o caso um maior ajustamento dos fed funds rate seria provavelmente apropriada?, disse Yellen num discurso no Congresso. ?Esperar demais para remover a estratégia acomodatícia seria imprudente, eventualmente levando o comité a ter de aumentar as taxas mais rapidamente, o que arriscaria perturbar os mercados financeiros e empurrar a economia para uma recessão?, adiantou, sem no entanto indicar quando é o calendário para o próximo aumento (Económico).

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    2017-02-14

    2017-02-14

    Abertura de mercados | 14 de fevereiro de 2017

    Com as bolsas europeias a abrirem entre o verde e o vermelho, os mercados de matérias-primas estão a aproveitar para trazer um aumento de preços no petróleo. As perdas do dólar face ao euro estão a levar a uma manhã de força renovada para o petróleo, encorajada pelos sinais de otimismo dados pelos investidores;

    O Presidente da República publicou uma nota no site sobre a conferência de imprensa de Mário Centeno e escreveu que ?ouvido o senhor primeiro-ministro, que lhe comunicou manter a sua confiança no senhor professor doutor Mário Centeno, aceitou tal posição, atendendo ao estrito interesse nacional, em termos de estabilidade financeira?. O Observador sabe que Marcelo Rebelo de Sousa também recebeu António Domingues nos últimos dias, portanto, terá informação adicional do outro lado que não divulgou (Observador);

    O assessor para a Segurança Nacional dos EUA, Michael Flynn, renunciou ao cargo na segunda-feira à noite, após informações de que teria enganado o vice-presidente, Mike Pence, e outros funcionários sobre os seus contactos com a Rússia. O pedido de demissão de Michael Flynn ocorre menos de um mês depois de ter assumido funções (DN);

    As acções da Toshiba chegaram a cair 10,52% na bolsa japonesa esta terça-feira, 14 de Fevereiro, depois de a tecnológica nipónica ter adiado a divulgação do impacto, nas suas contas, de imparidades relacionadas com a sua operação nuclear nos EUA (Negócios);

    O Credit Suisse fechou o último trimestre do ano passado com prejuízos de 2,35 mil milhões de francos suíços (cerca de 2,20 mil milhões de euros, à cotação actual) depois de ter constituído provisões para fechar um acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos no âmbito de um processo por venda irregular de instrumentos financeiros relacionados com hipotecas que contribuíram para a crise financeira de 2008 (Negócios);

    Estará por dias um acordo final da Lone Star para a compra do Novo Banco, sem as garantias que se traduzam numa cobertura do Estado e com alternativas ao nível da partilha de risco do side-bank (que aglutina ativos problemáticos) e que está avaliado no balanço do banco ao valor de mais de 9 mil milhões de euros. Valor esse que a Lone Star considera que está sobreavaliado face ao valor dos colaterais existentes (que servem de garantia aos créditos) (Económico).

    Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

    Contactos

    707 10 26 26

    +351 217 241 635
    Contactos móveis
    96 592 26 26
    93 130 26 26
    91 414 26 26
    Atendimento Personalizado
    todos os dias das 08h às 00h

     
    Net24
     
    Estes prémios são da exclusiva responsabilidade das entidades que os atribuíram.

    Este site contém informação de natureza institucional e publicitária.

    Política de Privacidade e Cookies

    O website Montepio utiliza Cookies de modo a proporcionar-lhe a melhor experiência de navegação e aceder a todas as funcionalidades. Para aceitar a sua utilização, continue a sua navegação.Saiba mais.