Montepio apoia Francisco Lufinha em Kitesurf

Após bater o primeiro recorde mundial da maior distância percorrida em Kitesurf sem paragens, Francisco Lufinha voltou a desafiar-se a si próprio e conquistou novo recorde ao realizar a travessia entre Lisboa e o Funchal, com o apoio do Montepio.

Uma travessia entre Lisboa e Funchal, com o Montepio.

    O Francisco foi o primeiro velejador a tentar completar este percurso. A partida iniciou-se no dia 5 de julho, às16h30, no Cais das Colunas no Rio Tejo.


    O recorde mundial foi conquistado no dia 6 de julho, superando a anterior marca de 564 quilómetros, que já tinha conquistado em 2013 ao realizar a travessia entre a Foz do Douro no Porto e Lagos. Seguiu a sua viagem com o objetivo de colocar o novo recorde o mais longe possível, esperando ainda chegar à Madeira.
    Ao final da tarde de terça-feira, teve que parar o sua Odisseia e embarcar no barco de apoio rumo à Madeira. O cansaço e fadiga extremos impediram que continuasse em segurança.

    O objetivo foi cumprido: um novo recorde do Mundo! Numa viagem 47h37 e apesar de todos os obstáculos e adversidades encontradas, o superatleta conseguiu esticar o seu recorde até às 472 milhas náuticas (874km).

    Mais um feito incrível para este grande Herói do Mar.

    Francisco Lufinha voltou a desafiar todos os limites e no domingo, dia 5 de Julho, pelas 16h30 horas, lançou-se nas profundas águas do Oceano Atlântico, para ser o primeiro homem a conquistar a ligação marítima entre Lisboa e o Funchal, na modalidade de Kitesurf.

    O arranque a partir do Cais das Colunas foi um sucesso. Centenas de apoiantes e curiosos juntaram-se no local para assistir à partida da travessia. Em pleno Rio Tejo, o ambiente foi ainda mais surpreendente com dezenas de barcos a acompanhar o kitesurfer nos primeiros momentos desta aventura.

    Montepio apoia Kitesurf - Francisco Lufinha

     

    Montepio apoia Kitesurf - Francisco Lufinha


    Antes da partida o atleta fez uma curta viagem de barco com início na Doca de Santo Amaro e destino no Cais das Colunas, local da partida desta odisseia. O atleta já tinha realizado a travessia entre as Ilhas Selvagens e o Funchal, sendo que completou os mais de 306 quilómetros, sem paragens e em 12 horas, enfrentando canais de vento e correntes fortes.

     

    Montepio apoia Francisco Lufinha em Kitesurf

     

    Para preparar o desafio, o atleta permaneceu nos passados dias 10 e 21 de março de 2015 durante cerca de 36 horas em cima de uma prancha na piscina Oceânica na Oeiras Marina. Tratou-se de um evento aberto ao público, que contou com diversas atividades de lazer dentro e fora de água. O objetivo de aguentar as 36 horas sem sair da piscina, alternando entre uma prancha de SUP – Stand-Up Paddle – e pranchas de Kitesurf foi concluído com sucesso.

    Para além de ser uma oportunidade para testar a adaptação ao equipamento (capacete, roupa técnica, equipamentos e reacção do corpo à dieta prevista), foi também um teste físico e psicológico de preparação para a grande Odisseia.

     

    Para mais informações poderá também consultar a página de Facebook ou o site do atleta na área "Links Úteis".

    ImprimirTamanho da letraA-A+

    Solicite o nosso contacto

     

    * Campo de preenchimento obrigatório

    **Os dados recolhidos serão processados informaticamente e destinam-se apenas a ser utilizados pela CEMG e Empresas do Grupo. Se necessário poderá ter acesso à informação pessoal, para a corrigir, aditar ou eliminar, mediante contacto com a CEMG.