Notícias

Abertura de mercados | 10 de janeiro de 2019

A praça Portuguesa abriu a descer. As bolsas europeias abriram em terreno negativo.

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em alta, pela quarta sessão consecutiva, quando se aproxima a época de divulgação de resultados trimestrais das empresas cotadas. (Lusa);

Atas da Reserva Federal Americana mostram preocupação com contexto da economia. Os dirigentes do banco central dos EUA exprimiram preocupações crescentes, quando se reuniram em dezembro, confrontados com a volatilidade dos mercados bolsistas, as tensões comerciais e incertezas sobre o crescimento da economia mundial (Lusa);

O presidente da Fosun International apontou as "relações muito próximas" entre Portugal e a China e referiu as participações na Fidelidade e no BCP como exemplos de como o país "acolhe bem" o investimento daquela multinacional chinesa (Lusa);

O governo britânico terá de apresentar um novo plano para o ?Brexit? no Parlamento no espaço de três dias se o acordo que negociou com Bruxelas for rejeitado pelos deputados na próxima terça-feira (Económico);

A Mercedes bateu recordes de vendas em 2018 em Portugal e espera voltar a crescer este ano. A aposta da marca alemã passa pelo lançamento de 13 modelos híbridos plug-in (Negócios);

A B&B, que em 2018 abriu a sua primeira unidade hoteleira em Portugal (Cantanhede), já escolheu a localização das próximas unidades. A cadeia de hoteleira tem prevista a abertura de sete novos hotéis em território nacional, num investimento total de 70 milhões de euros (Negócios);

As pazes entre a Pharol e a Oi foram feitas. A Oi tem de indemnizar a Pharol em mais de 35 milhões de euros em dinheiro e ações. A Pharol vai ao aumento de capital da Oi e no final ficará com cerca de 6% (Negócios).

Acompanhe os principais títulos e índices dos principais mercados em montepio.pt/mercados.

ImprimirTamanho da letraA-A+